Sé Catedral de Lisboa

Sé Catedral de Lisboa

A Catedral de Lisboa (Sé Catedral de Lisboa) é um dos edifícios mais emblemáticos e históricos de Lisboa. A construção começou em 1147, quando o primeiro rei de Portugal – Dom Afonso Henriques – conquistou Lisboa aos mouros.

Sobretudo, quando conto a história da Catedral de Lisboa, menciono sempre as três principais civilizações. Para as quais o local onde hoje fica a Catedral de Lisboa era importante: os romanos, os mouros e os portugueses.

O Império Romano estabeleceu-se em Lisboa entre o século I e o século VIII . No mesmo local em que hoje se encontra a Catedral de Lisboa, os romanos tinham seu templo romano.

O segundo império a orar ao Deus deles nesse mesmo lugar foi o Império dos Mouros. Os mouros se estabeleceram em Lisboa entre o século VIII e o século XII, tendo destruído o templo romano e construíram em seu lugar a principal mesquita de Lisboa.

Lisboa Antiga

No ano de 1147, Dom Afonso Henriques ordenou a destruição da Sé catedral de Lisboa, após um cerco de três meses à cidade . No seu lugar, a primeira Igreja de Lisboa (atual Catedral de Lisboa), seria erguida para mostrar ao mundo, porque pretendia identificar Lisboa como uma cidade portuguesa e católica.

Lisboa Árabe, Tuk Away, Sé Catedral

Aliás, se caminhar pela Catedral de Lisboa, ainda poderá ver as pedras romanas usadas em sua construção como qualquer outra civilização, tanto os portugueses quanto os mouros usaram os despojos do que destruíram para construir algo novo.

Na parte de trás da Catedral de Lisboa, se por um lado poderá visitar as ruínas do Templo Romano, por outro é possível visitar a Mesquita dos Mouros, a um preço simbólico de 2,50 €.

Grande Terramoto 1755 e seu impacto

Durante o grande terramoto de 1755 , a Catedral de Lisboa foi severamente danificada. E em virtude dos danos provocados pelo terramoto e pela mestria dos construtores Portugueses, esta foi reconstruída com a tecnologia da época.

A Torre Norte resistiu ao terremoto e pôde ser reparada; no entanto, após os reparos, os trabalhadores da construção não conseguiram fazer a torre totalmente reta como era antes.

Assim, hoje em dia, se estiver no Campo das Cebolas, e olhar para a Catedral de Lisboa, pode ver que a Torre Norte está realmente inclinada para a frente (é como a própria Torre de Pisa de Lisboa).

A Torre Sul foi completamente destruída pelo terramoto e teve que ser totalmente reconstruída. Na época (século XVIII), a tecnologia do relógio já estava disponível e, portanto, duas faces do relógio foram adicionadas à Torre Sul . Uma voltada para a frente da Catedral de Lisboa e outra voltada para o sul em direção ao rio.

Ao longo de todos esses séculos, o interior da Catedral de Lisboa permaneceu muito semelhante ao que era quando foi construído.

Certamente, que hoje em dia ao entrar-se na Catedral de Lisboa, teremos assim uma sensação muito semelhante à que as pessoas do século XII teriam sentido ao entrar em um edifício tão majestoso.

Em suma, visitar a Sé Catedral de Lisboa é um momento de aprendizagem. Porquê?? Porque observamos a evolução deste edifício histórico ao longo dos séculos de existência.